terça-feira, 24 de novembro de 2015

Associação Presente realiza em novembro, pelo 7° ano, o Encontro de Promoção à Saúde, Prevenção ao Câncer e Cuidados Paliativos do Norte de Minas




A Associação Presente Padre Tiãozinho realiza, nos dias 27 e 28 de novembro, no auditório da AMAMS, o 7° Encontro de Promoção à Saúde, Prevenção ao Câncer e Cuidados Paliativos do Norte de Minas. O Encontro é voltado não só para profissionais da saúde e estudantes, mas também para qualquer pessoa interessada no assunto, e terá uma intensa programação com palestras e momentos de descontração. As inscrições para participação já estão abertas e custa R$ 40 para acadêmicos e R$ 80 para não acadêmicos.

Dra Priscila Miranda, oncologista e Presidente da Associação Presente, idealizou o evento com o objetivo de informar a população. “Quando organizei um meeting de oncologia no Shopping, na abertura do evento, uma paciente que estava passando por lá me perguntou qual seria a sala que ela poderia participar. Daí eu pensei: os congressos são todos feitos para profissionais de saúde, porque não fazer um congresso para a população?!”, disse. O evento acontece há sete anos consecutivos e é sempre um sucesso. Para este ano a expectativa é de auditório lotado, como de costume, e as vagas são limitadas, ao todo 330.

No dia 27, o evento começará às 19h45 com a abertura oficial e logo depois uma palestra com a Dra Ana Cláudia Arantes, que fará a palestra “Faça sua vida valer a pena. Em seguida haverá um coquetel. No dia seguinte, as atividades começam às 07h30 com credenciamento e em seguidas várias palestras. Para encerrar, ás 18h, haverá uma missa na sede da Associação Presente, ás 18h. “O evento traz um ganho muito grande à população, uma vez que traz dicas para promoção a saúde, adoção de hábitos saudáveis de vida, informação capaz de gerar atitude, exemplos de superação e palestras de cunho reflexivo, espiritual e cheio de significado de vida”, disse Dra Priscila.


Informações e inscrições na sede da Associação Presente, na rua Mangueira, 242, no bairro Canelas. Telefone 3213-4296.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Destaque:

 O grande Artista Plástico Onofre Santos

Onofre Santos dando Cursos Livres de Pintura a Óleo 
na Casa de Cultura Márcia Prates

Vernissage da recente exposição de pintura
do artista plástico Onofre Santos
na Casa de Cultura Márcia Prates

Parabéns e mais e mais sucesso!!!

Congresso de Enfermagem

Formação de Líderes é tema 
do Congresso de Enfermagem em Montes Claros



Começa nesta quarta-feira o I Congresso Norte Mineiro de Enfermagem com o tema “Formando Líderes Para o Século XXI”.  O tema será abordado nas palestras que indicarão quais os desafios da liderança, a partir das perspectivas: política, prática, conhecimento e formação. 

Propõe-se também uma discussão acerca da visão mundial da enfermagem na saúde, educação, desenvolvimento humano, ético-política e técnico-científica e as suas relações multidisciplinares e multiprofissionais.

Promovido pelo Curso de Enfermagem das Faculdades Santo Agostinho, o Congresso também trará a 1ª Mostra de Estágio, Pesquisa e Extensão, com apresentação de trabalhos científicos desenvolvidos pelos acadêmicos da Instituição.  Os minicursos terão destaque especial com temas bastante atuais como Novas Orientações para Vacinas, Interpretação de Exames, Cirurgia Segura, Ferramentas de Gestão em Saúde, entre outros.

O Coordenador do Curso, o Professor Dr. João Marcos de Oliveira Andrade afirma que o tema é relevante devido ao mercado de trabalho atual, no qual o profissional não mais depende só de técnicas relativas à profissão, mas também precisa desenvolver-se de forma completa, como líder, gestor e, assim, executar novas habilidades.


O Congresso acontecerá no Campus JK das Faculdades Santo Agostinho, de 25 a 27 de novembro. 

As inscrições ainda podem ser feitas pelo www.fasa.edu.br

EXPOSIÇÃO - Artista Plàstico Hélio Brantes

“DA TELA DE ALGODÃO ÀS TELAS DIGITAIS: O ARTISTA PLÁSTICO E AS
POSSIBILIDADES DO DIGITAL”

Exposição do artista plástico Hélio Brantes, a realizar-se na casa de cultura Márcia Prates de 18 a 25 de novembro. Esta Exposição consta da produção poética, resultado de sua dissertação de Mestrado.

Público vendo vídeo sobre Hélio Brantes e sua obra em tela digital

Clarice Sarmento, Martha Marcondes e Andreia Prates,
no "concorrido" Objeto Interativo e visão geral da Galeria

 Márcia Prates "reinventando" o Objeto Interativo,
junto a Hélio Brantes e Onofre Santos, outro grande artista

Esta jornalista e Evandro Júnior apreciando o resultado do
trabalho do "Objeto Interativo" de Hélio Brantes, 

e ao fundo suas belíssimas obras


Brantes  expõe 30 telas  em tinta acrílica sobre tela , um vídeo feito  com as telas, e um objeto interativo, com clara referência a cultura pop de nosso tempo, das histórias em quadrinho  às imagens da atualidade e o entrelaçamento com as tecnologias.

Os desdobramentos estéticos e conceituais dessa exposição apontam como a convivência entre o homem e as novas tecnologias mudam a configuração da estética.

Texto de “Gazi Andraus” - Doutor em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, sobre o trabalho de Hélio Brantes:

Boa a reflexão sobre os “atropelos” da vida atual que vc inseriu na sua tela como aporte crítico.  Nas considerações  você sintetiza a proposta artístico-poética de Hélio Brantes, o autor, o artista, o pesquisador! Do corpo físico (tela de algodão) para mudança ao corpo virtual (digital): é a síntese de sua arte atual.  [...] O jogo de imagens, a aproximação, os zooms, os recortes, trazem uma nova “ventilação” do que o corpus de sua tese explana, além de imbricar video, imagem, desenhos (quadrinhos) com “animação” de uma maneira renovada, ampliada e virtual!
 Gazy Andraus, de São Vicente-SP, em 10/08/2014


O PARALELO ENTRE A DISSERTAÇÃO E A EXPOSIÇÃO

                                                  *Hélio Renato Silva Brante

Resultado da reconfiguração da cultura das massas e do hibridismo da cultura das mídias, vislumbramos, paralelamente, conceitos como pós-moderno e pós-humano em previsões que descrevem a diluição da fronteira entre alta cultura e cultura de massa, num cenário que demonstra a culminância  do avanço e a variedade de possibilidades das tecnologias de que fazemos uso e, cada vez, nos tornamos mais dependentes, muitas vezes de forma impactante e outras passam despercebidas.

Artistas e pesquisadores retratam o envolvimento entre homens e máquinas e sugerem como o corpo humano, em seus limites, pode ser considerado obsoleto diante dos recursos da tecnologia.

Saem das sombras os ciberpunks dos guetos digitais aos primitivos modernos, com suas intervenções no corpo, através de procedimentos cirúrgicos e, mesmo, de ordem mais superficial, como tatuagens, piercings e argolas, determinantes de posturas e grupos sociais, associando-se o uso de extensões tecnológicas, como tablets, computadores e celulares .

São listados, como resultado da interferência da ciência, os corpos biocibernéticos ou pós-biológicos, entre eles “o corpo protético”, um corpo ciborg, híbrido; o “corpo molecular” da bioengenharia e clonagem; “o corpo remodelado”, tanto em cirurgias como nas academias; “o corpo esquadrinhado” para diagnóstico;  “o corpo simulado composto por algoritmos e números; “o corpo plugado”, interfaceado no ciberespaço. Por imersão, identificam-se: aimersão por conexão”, quando o  indivíduo fica plugado no computador e a mente navega por conexões hipertextuais e hipermidiáticas; “imersão através de avatares”, em que o  cibernauta pode incorpora um avatar; a “telepresença”, que se refere à comunicação a distância e explora a simultaneidade e, por último, “os ambientes virtuais", um sinônimo para realidade virtual, uma tecnologia que transmite informações. 


sábado, 21 de novembro de 2015

Exposição : INSTALAÇÃO ECOLÓGICA

- INSTALAÇÃO FAZ PENSAR NO 

"JARDIM DO AMANHÃ" EM MEIO AO LIXO -

Em exposição na Galeria de Artes Godofredo Guedes do Centro Cultural Hermes de Paula, a instalação artística denominada “Jardim do Amanhã”, de autoria de Ajax Domiciano, A mostra propõe uma maior reflexão sobre as graves questões ambientais que vivemos. Trata-se de uma livre manifestação artística, cuja obra passa a existir a partir de sua montagem e até mesmo desmontagem, perpetuando-se na memória e nos registros realizados durante o tempo em que é visitada, porque, no mínimo, faz pensar sobre em que serão transformados os jardins do futuro, se - cada um de nós - nada fizermos!...

Ajax Domiciano em sua exposição

O artista afirma que, durante seis meses, recolheu e juntou resíduos sólidos da própria residência, os quais “foram sendo selecionados, quantificados, pesando 106 quilos, valendo em torno de R$ 31,50. A princípio, tem-se a impressão de que é uma fonte de uma praça, mas poderia também ser uma torre de arranha-céu e o que lhe circunda. Com mais abrangência, o planeta Terra no universo! Entretanto, a conclusão fica a critério da interpretação de cada um”, afirmou o artista Ajax.

Esta é a primeira fase de um projeto artístico, filosófico e científico proposto por Ajax Domiciano. O autor considera o projeto de grande relevância, tendo em vista a necessidade de ampliar as discussões em torno da importância do meio ambiente. “Na atualidade, o volume de lixo produzido é três vezes superior ao crescimento da população mundial e, sem uma ação conscientizadora sobre a questão, podemos enfrentar muitas dificuldades no futuro, até mesmo com relação a espaço físico”, salientou o artista, reforçando a necessidade de a humanidade passar a se relacionar melhor com a natureza, e o mais urgentemente possível!

O artista, que uniu criatividade e crítica, aproveitou a oportunidade para destacar ainda que, em todo o país, "um milhão de brasileiros sobrevive da indústria do lixo, recolhendo nas ruas matéria-prima para abastecer a indústria de papel, plástico e alumínio, com o mercado movimentando, por ano, mais de R$ 12 bilhões".


Finalizando, Ajax Domiciano ressalta que “não é opcional mudar, é absolutamente inadiável”. 

Portanto, vale a pena ver! Refletir, pensar, agir!... Todos, quem sabe!!!


Visitação: Das 8 às 22 horas, de segunda à sexta-feira, e aos sábados e domingos, das 19 às 22 horas, até o dia 28 de novembro de 2015

Local: Centro Cultural Hermes de Paula (Praça Dr. Chaves/da Matriz, n° 32)

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

- EXPOSIÇÃO HÉLIO BRANTES -

     DAS TELAS DE ALGODÃO ÀS TELAS VIRTUAIS:
O ARTISTA PLÁSTICO  E AS POSSIBILIDADES DO DIGITAL


Hélio Brantes criando suas obras

Hélio em seu ateliê 

Tela Tiras e Quadrinhos

Convite - Clique na imagem para ampliar

A Exposição contará com 32 obras na técnica tinta
 vinílica sobre tela

Abertura: Dia 18 de novembro Às 19:30

Exposição:  Dos dias 18 a 25 de novembro ( horário comercial )

Endereço:  - Casa de Cultura Márcia Prates -
   Rua Lírio Brant, 810 - Bairro Melo. Montes Claros -MG 

Maiores Informações: (38) 3222-6390

Compareça e prestigie nosso querido amigo Hélio Brantes!


terça-feira, 10 de novembro de 2015

- Novembro AZUL -



















   PREVINA-SE!!!

   Mais Informações no site:  


   Se Informe e Passe Adiante!!!

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

CONVITE

 Exposição de alunos do Ateliê/Galeria Felicidade Patrocínio


Clique na Imagem para Ampliar

Vernissage: Dia 12 de novembro à partir das 20:30 horas
Exposição: Dos dias 13 a 21 de novembro das 14 às 18 horas

Endereço: - Ateliê/Galeria Felicidade Patrocínio -
Rua São José, 293 A. Bairro Santo Expedito
Montes Claros - MG

Prestigie!!!



domingo, 8 de novembro de 2015

VI Congresso Norte Mineiro de Administração

Congresso de Administração traz a Montes Claros debate sobre boas práticas de governança.

Governança Corporativa e a Gestão no Ambiente Virtual. Esse é o tema do VI Congresso Norte Mineiro de Administração, que começa amanhã e é realizado pelas Faculdades Santo Agostinho.

O evento pretende despertar o interesse pelo debate em torno dos princípios e das boas práticas de governança, principalmente, neste momento, em que estão em voga às relações estabelecidas entre as empresas e os órgãos públicos, permeando pela análise dos processos e impactos da internet, das mídias digitais e redes sociais sobre as funções administrativas, como marketing, gestão da produção, operação e logística, gestão de pessoas e finanças.

De acordo com o administrador e coordenador do curso da FACISA, Prof. Ms. Reginaldo Morais de Macedo, o objetivo do evento é sensibilizar a comunidade acadêmica e a sociedade em geral para a importância da Administração no que se refere a estruturação e à continuidade das organizações tanto no ambiente privado quanto público, especialmente no ambiente virtual.

Na programação do evento consta palestras, minicursos presenciais e online, mostra de trabalhos e mesas redondas.

O evento, em parceria com o SEBRAE, ocorre de 10 a 12 de novembro no Campus JK da Instituição. 

As inscrições para o evento podem ser realizadas na Empresa Junior de Administração no Campus Shopping.

Sendo conferido o certificado geral de 40 horas/aula para o participante.

Outras informações pelo site www.fasa.edu.br  e pelo telefone 32247900.

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

- Reflexão do Dia -

Muitas vezes as pessoas são egocêntricas, ilógicas e insensatas.
Perdoe-as assim mesmo!

Se você é gentil, as pessoas podem acusá-la de egoísta e interesseira.
Seja gentil assim mesmo!

Se você é vencedora, terá alguns falsos amigos e alguns inimigos verdadeiros.
Vença assim mesmo!

Se você é honesta e franca, as pessoas podem enganá-la.
Seja franca e honesta assim mesmo!

O que levou anos para construir, alguém pode destruir de uma hora pra outra.
Construa assim mesmo!

O bem que você faz hoje, pode ser esquecido amanhã.
Faça o bem assim mesmo!

Se você tem paz e é feliz, as pessoas podem sentir inveja.
Seja feliz assim mesmo!

Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante.
Dê o melhor de você assim mesmo!

Veja você que no final das contas, é entre você e Deus,
Nunca foi entre você e as pessoas!


- Mensagens escritas pelo estudante Kent M. Keith, aos 19 anos em Harvard Student Agencies, 1968. / Madre Teresa de Calcutá mantinha cópias em sua parede; as tornou públicas e as propagou. -

- NOTA -

 RESTAURAÇÃO DA ANTIGA "CACHAÇARIA DE DURÃES"


                                                                   Foto: IPAC/1985

A edificação de feições tradicionais, situada na Rua Justino Câmara, n°s. 67/69 - Entorno Histórico Nobre/Centro Histórico de Montes Claros, que abrigou a antiga "Cachaçaria de Durães", famoso barzinho cultural frequentado por artistas ou fazedores culturais da cidade e visitantes, inventariada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais - IEPHA/MG, em 1985, dentro do 1° Inventário de Proteção do Acervo Cultural de Minas Gerais - IPAC/ MONTES CLAROS, e que se encontrava em péssimo estado de conservação, será, finalmente, recuperada e restaurada pelo seu proprietário, Dr. Wagner Gonçalves Lafetá Rabelo, com apoio do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural de Montes Claros - COMPAC, presidido por Carlos Roberto Borges Muniz, também Secretário Municipal de Cultura da Prefeitura de Montes Claros.
     
O projeto de restauração, assinado pelo Arquiteto e Urbanista Sidcley Barbosa e pela Designer Gráfica Cecília Lenoir, foi devidamente avaliado e aprovado pela Gerência de Preservação e Promoção do Patrimônio Cultural de Montes Claros/Secretaria Municipal de Cultura/Prefeitura de Montes Claros.

O projeto preserva integralmente a fachada frontal do referido e importante bem imóvel, incluídas portas e janelas, que se encontram em bom estado de conservação. O prédio histórico teve o telhado completamente deteriorado (parte dele já havia desabado), e será refeito utilizando-se a mesma telha colonial, como a usada nas obras de recuperação/restauração da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e São José. "As edificações de números 67 e 69 conjugam mesma cobertura e pano de fundo, enquadramento deste por cunhais de madeira. A cobertura, em telhas curvas, apresenta galbo e beiral sobre guarda-pó. Os vãos são emoldurados em verga reta, e vedados em folhas de abrir de madeira, tipo calha.", destacaram os técnicos do IEPHA/MG, Breno Decina Filho e Olavo Pereira da Silva Pinto, no citado IPAC/MONTES CLAROS.

Até o momento, a edificação foi cercada por tapume, visando à sua completa restauração, com o seu interior e quintal já tendo passado por limpeza geral, e o telhado, inteiramente degradado, tendo sido cuidadosamente retirado.
 MINISTÉRIO DA CULTURA
 SUPERINTENDÊNCIA DE MINAS GERAIS
PATRIMÔNIO IMATERIAL


                       PROCESSO DE REGISTRO – AS CONGADAS DE MINAS

Em 2008 foi encaminhado, ao Presidente do IPHAN, ofício do Prefeito Municipal de Uberlândia solicitando o reconhecimento das Congadas de Minas como Patrimônio Cultural do Brasil. Esta solicitação foi acompanhada de cartas de apoio dos municípios de Uberaba, Campos Altos, Ibiá, Frutal e Monte Alegre de Minas, e da Associação dos Congos e Moçambiques Nossa Senhora do Rosário de Ibiá, que reiteram a importância desta expressão religiosa e cultural no estado. Após uma série de deliberações junto à prefeitura de Uberlândia e internas ao Iphan, em 2011 foi enviada cópia do processo de Registro das Congadas de Minas para a Superintendência do IPHAN em Minas Gerais, que a partir de então ficou responsável pelas pesquisas e encaminhamentos necessários à instrução do referido processo.

Em julho de 2012 o Iphan MG iniciou os trabalhos de inventariamento das Congadas de Minas, utilizando a metodologia do Inventário Nacional de Referências Culturais. Através de pesquisa bibliográfica, de contato com associações de congadeiros, prefeituras e paróquias, de visitas a alguns municípios e de entrevistas com algumas lideranças congadeiras no estado, foram identificadas, ao longo de mais de dois anos de pesquisas, manifestações relacionadas aos congados em 332 municípios mineiros, sendo 701 festas e 1.174 grupos. É importante destacar que, nesse momento inicial, tomamos a expressão “congadas” em seu sentido mais amplo e inclusivo, com vistas a incorporar as manifestações que se associam a esse universo, independentemente de sua terminologia. Um eixo fundamental para identificação das manifestações incluídas nesse momento ao escopo da investigação diz respeito à relação que possuem com a devoção a Nossa Senhora do Rosário, e que se expressa, através de cantos, danças e outras práticas rituais, em torno das narrativas sobre seu resgate. Sabemos, no entanto, que esse termo – “congadas” – precisará ser melhor qualificado no decorrer da pesquisa, ou até mesmo revisto, levando em consideração não só sua pouca precisão frente ao objeto de inventariamento, mas sobretudo os significados que adquire para os praticantes desses ritos e celebrações.

De posse desses dados, considerou-se a precípua necessidade de sua apresentação às comunidades congadeiras, com vistas a disseminar as discussões sobre o processo de reconhecimento das Congadas de Minas como patrimônio cultural brasileiro junto àqueles que estão diretamente envolvidos com essa expressão cultural, levando-se em consideração um dos princípios norteadores da política nacional de patrimônio imaterial, que é o da participação dos detentores em todas as etapas do processo de reconhecimento e salvaguarda de suas manifestações culturais. Para tanto estão sendo organizados, neste segundo semestre de 2015, Encontros Regionais com os congadeiros, que serão realizados em sete municípios mineiros, em data ainda por definir (entre dezembro de 2015 e março de 2016): Divinópolis, Machado, Montes Claros, Santo Antônio do Monte, São João Del Rei, Sete Lagoas e Uberlândia. Para a organização desses Encontros Regionais a equipe do Iphan MG está visitando as sete cidades

escolhidas e conversando com representantes dos congadeiros e dos poderes públicos e instituições locais, com vistas à proposição da ação e ao estabelecimento de parcerias para sua realização. Para os Encontros, serão convidados um representante de cada um dos 1.174 grupos identificados no estado, bem como um representante de cada prefeitura dos 332 municípios onde foram identificadas manifestações relacionadas às congadas, distribuídos nas sete regiões representadas pelas cidades que acolherão o Encontro.

É importante esclarecer que esse movimento em direção aos congadeiros não havia sido realizado de forma sistemática até esse momento da pesquisa em razão da quase ausência de informações que possibilitassem que a “chamada à participação” se desse de forma minimamente equânime em todo o território mineiro, não se voltando unicamente a grupos e pessoas já pesquisados e conhecidos anteriormente. Mas a apresentação das informações até o momento levantadas no processo de pesquisa não é a única justificativa para a proposição de realização desses encontros: para além de unicamente apresentar, pretende-se discutir essas informações, contextualizando-as no âmbito da política nacional de patrimônio imaterial e definindo, junto com os congadeiros, os parâmetros para a continuidade da Instrução Técnica do Processo de Registro das Congadas de Minas, e já identificando, também, aspectos a serem observados na salvaguarda do bem.


- SERVIÇO -

Evento: Encontros Regionais de Congadeiros

Objetivo: Debater o processo de reconhecimento das Congadas de Minas como Patrimônio Cultural do Brasil

Público-alvo: Congadeiros e poderes públicos locais

Cidades: Divinópolis, Machado, Montes Claros, Santo Antônio do Monte, São João Del Rei, Sete Lagoas e Uberlândia

Período: dez/2015 a mar/2016

Número de participantes: Aproximadamente 1.500 pessoas

| TRANSLATE THIS PAGE |